Segredos da iluminação para valorizar seu ambiente

 em Dicas de Iluminação

A iluminação é capaz de mudar o humor, a amplitude e a funcionalidade de qualquer decoração. A luz adequada pode proporcionar maior destaque aos detalhes do décor: quadros, objetos decorativos, papéis de parede e muito mais. Sem luz esses recursos se tornam quase imperceptíveis.

A luminosidade certa melhora tudo: os móveis, os pisos, os acessórios e os acabamentos. Ela cria interiores bonitos e, o mais importante, com equilíbrio entre conforto e estilo.

Um bom projeto luminotécnico é dividido em iluminação direta, indireta e difusa.

Iluminação Direta: É quando a luz incide sobre a superfície que você deseja destacar. É utilizada para iluminar um objeto ou um espaço. Muito usada em salas de estar e escritórios no formato de luminárias, spots e abajures.

Iluminação Indireta: Não precisa nem dizer que a iluminação indireta é a contrária da citada anteriormente. Ela não tem um único foco e ilumina o espaço como um todo. Essa luz reflete em uma superfície e, em seguida, se espalha pelo ambiente. Quartos e salas são os cômodos mais usados por ser menos invasiva e mais intimista. Arandelas e spots, nesse caso, são os itens mais usados.

Iluminação Difusa: É o tipo de iluminação mais simples e conhecida. Neste caso, a luz é centralizada no teto do cômodo, distribuindo o fluxo de luz uniformemente de forma que todo o ambiente seja iluminado, sem contrastes. Esse efeito pode ser conseguido com luminárias de teto e plafons de embutir ou sobrepostos.

 

 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário







Entre em contato
Informe seu nome e fone para ser redirecionado ao nosso atendimento via Whatsapp agora mesmo.